Scheidt

Samuel Scheidt nasceu em Halle (Alemanha), em 1587. Aluno de Sweelinck em Amsterdã, parece ter passado toda a sua vida em Halle, onde foi organista de Moritz-keirche, mestre de capela do margrave de Brandenburgo e administrador protestante do arcebispo de Magdeburgo (mas residindo em Halle). A Guerra dos Trinta Anos não parece ter comprometido a sua posição. Scheidt morreu em Halle, em 30 de março de 1654.
Notável sobretudo devido à sua obra para órgão, que constitui um passo em frente na evolução da técnica do instrumento, foi, com Frescobaldi (mas sem o gênio deste), um dos fundadores da moderna escola de órgão. A sua obra é uma síntese das aquisições holandesas e italianas. Por outro lado, aumentou as prerrogativas do órgão nas cerimônias do culto: as suas Tablatura nova são o equivalente, para a igreja reformulada, das Fiori musicale de Frescobaldi, onde o órgão é elevado a funções que, tradicionalmente, pertenciam aos coros.
Escreveu 39 Cantiones sacrae a 8 vozes, 4 livros de Geistliche concerten (peças para órgão, sacras e profanas), Tabalatur-buch (100 choralvorpiele para órgão), uma coletânea de pavanas, galhardas, etc. (instrumentais).