Spohr

Louis Spohr nasceu em Brunswick (Alemanha), em 5 de abril de 1784. Foi aluno de dois músicos obscuros, mas considerava-se um discípulo de Mozart, cujas partituras estudara com muito cuidado. Foi músico do duque de Brunswick, primeiro violino da orquestra do duque de Gothae e depois do Teatro de Viena (onde conviveu com Beethoven), e, por último, mestre de capela do eleitor de Hesse-Kassel. Spohr morreu em Kessel, em 22 de outubro de 1859.
Um dos maiores violinistas de todos os tempos, Spohr foi um mozartiano fervoroso, que se entusiasmou pelas primeiras obras de Wagner e que julgou, com severidade (na sua autobiografia) as últimas obras de Beethoven. Obras: 10 óperas, 4 oratórios, uma missa, salmos para solistas, coros e orquestra, 9 sinfonias, 15 concertos e outras obras concertantes para violino e orquestra, numerosas obras de música de câmara (especialmente 33 quartetos para cordas), composições para piano e violino, ou harpa e violino, cerca de 100 lieder.