Vinci, L.

Leonardo Vinci nasceu em Strongoli, Calábria (Itália), em c.1696. Foi aluno de Greco no Conservatório dei Poveri di gesu Cristo, em Nápoles. Começou a sua carreira na ópera bufa napolitana, e depois virou-se para a ópera séria e dividiu o seu tempo entre Roma e Nápoles, onde foi criada a maior parte de suas obras. Depois de ter sido mestre de capela do príncipe de Sansevero, foi nomeado pro-vice-mestre da capela real, após a morte de A.Scarlatti (1725).
Em 1728, foi, durante alguns meses, diretor do Conservatório dei Poveri e mais tarde entrou para o mosteiro de Santa Catarina, em Formiello (congregação do Rosário), na qualidade de confrate, e desempenhou as funções de mestre de capela da congregação; mas não foi ordenado padre. Vinci morreu em Nápoles, em 27 de maio de 1730.
Foi um dos primeiros compositores napolitanos de óperas bufas e um dos maiores entre os sucessores de A.Scarlatti no ramo da ópera séria. Especialmente, aperfeiçoou a forma da arie de capo, herdada de A.Scarlatti (contraste muito marcado entre dois temas de exposição, como num allegro de sonata de Haydn ou Mozart). Escreveu 15 óperas bufas, 25 óperas sérias, uma cantata dramática, algumas peças instrumentais.