José Paulo Bernardes

José Paulo Bernardes é carioca e estudou no Rio de Janeiro com Roberto Miranda e Diva Abalada na Escola de Música da UFRJ. Posteriormente, com Erika Margraf e Aldo Baldin, especializou-se em interpretação de "lied" na Hochschule für Musik de Karlsruhe, Alemanha.
Em 1992, estagiou no Conservatório de Rotterdam, Holanda, na classe de Frans Huyts, com quem aprofundou-se no estudo de oratórios e cantatas de Bach.

Tenor camerista, vem desenvolvendo intensa atividade como solista das principais orquestras brasileiras, tais como a OSB, as sinfônicas de São Paulo, Paraná, Cuiabá, Florianópolis e Recife, a Orquestra Petrobras Pró Música e a Camerata de Curitiba. Dentre os regentes com quem vem atuando destacam-se Eleazar de Carvalho, Roberto de Regina, Armando Prazeres, Roberto Duarte e Roberto Tibiriçá.

Professor dos Seminários de Música Pro-Arte, é freqüente a sua participação em oficinas e workshops de música, com destaque para a Oficina de Música de Curitiba, na qual integra o corpo de professores do Núcleo de Música Barroca.

Agraciado pela crítica do JB como a voz revelação de 1994, acaba de gravar em CD sua participação como tenor solista de obras do compositor colonial brasileiro, padre José Maurício Nunes Garcia.

Juan Gambina

O tenor italiano Juan Gambina venceu numerosos Concursos Internacionais de Canto na Alemanha, França e Itália e tem se apresentado pelo mundo nos grandes teatros como os de Milão, Palermo, Genebra, Nápoles, Veneza e Roma, ao lado de nomes como Katia Ricciarelli e Enzo Dara.

Foi solista das Orquestras Sinfônicas de Moscou e Jerusalém.