Coral dos Canarinhos de Petrópolis

Embora formado por crianças e adolescentes, o Coral dos Canarinhos de Petrópolis é um coral maduro e experiente. Cinqüentão - em 1992, comemorou o seu cinqüentenário, executando o Messias de Haendel, no Theatro Municipal, junto a outros nove grupos de meninos cantores de todo o país e a Orquestra Petrobrás Pró Música -, o grupo é um dos mais conceituados em todo o mundo.

Fundado em agosto de 1942 pelo padre franciscano Leto Bienias, o grupo já representou diversas vezes o Brasil em festivais no exterior. Em 1974, foi o único representante da América Latina a ser convidado a participar do 15º Congresso Internacional de Meninos Cantores.

Atendendo a convites, esteve em 40 cidades da Europa, principalmente da Alemanha - cidade natal de seu fundador -, onde ofereceu recital privado, a pedidos, para o presidente Walter Scheel, em seu palácio. Na ocasião, ao visitar Roma, participou do "Concerto das Nações". O sucesso foi tanto, que acabou sendo convidado a cantar na missa de encerramento do congresso, celebrada pelo Papa Paulo VI.

Ao retornar dessa excursão, em reconhecimento à sua importância cultural, recebeu de presente do então Ministro da Cultura Ney Braga a construção da sede do Instituto dos Meninos Cantores, em Petrópolis, que se divide em duas alas: uma para a Escola de Música e outra para o Colégio dos Canarinhos.

Em 1980, após terminada a primeira parte da obra, transferiram-se para lá todas as atividades musicais, o que permitiu a criação de uma orquestra de canarinhos, a Imecanto. Com isto, ampliou-se o repertório do grupo, que passou a incorporar obras coral-sinfônicas. No mesmo ano, os Canarinhos foram convidados a cantar na missa celebrada pelo Papa João Paulo II no Maracanã, por ocasião de sua primeira visita ao Brasil.

No final deste mesmo ano, foi convidado a cantar no Concerto de Abertura do Congresso Mundial de Meninos Cantores, em Maracaibo, Venezuela, que contou com a presença do presidente Luís Herrera Campins. A apresentação dos pequenos Canarinhos agradou de tal forma que o Governo da Venezuela os convidaria três anos mais tarde para as celebrações do bicentenário de Simon Bolívar.

Uma delegação dos Canarinhos esteve ainda em Wiesbaden e em Herne, na Alemanha, em 1991, já abrindo os festejos do Cinqüentenário. Já em 1993, os Canarinhos foram convidados a participar de um Festival Internacional de Coros em Des Moines, capital do Estado de Iowa, nos E.U.A., apresentando-se ainda em Milwaukee, Chicago, Nova Iorques, Baltimore e Washington.