Coral Gregoriano de BH

  • WebSite: www.gregoriano.org.br

O Coral Gregoriano de BH foi fundado no dia 19 de março de 1990, no Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, em Belo Horizonte, sendo a primeira turma composta de 38 pessoas (homens e mulheres), devendo-se destacar que, dos homens, a maioria era de ex-seminaristas que já haviam tido contato com a música gregoriana nos seus tempos de colégio. O coral é um dos raros grupos no Brasil que canta, exclusivamente, em gregoriano.

A criação do coral e do curso de canto gregoriano foi uma iniciativa do padre Nereu de Castro Teixeira no sentido de resgatar e manter vivo o mais antigo repertório da Igreja Católica e surgiu de um questionamento de seus familiares que não se conformavam pelo fato dele ser um dos maiores conhecedores deste gênero musical no Brasil e não ter a oportunidade de transmitir os seus conhecimentos para outras pessoas, razão pela qual o mesmo resolveu formar um coral e um curso de canto gregoriano.

Atualmente o grupo conta com 42 componentes, sendo que 16 deles estão desde o início das atividades do coral.
Pela particularidade da música gregoriana, o coral se apresenta, basicamente, em celebrações litúrgicas (missas) e, esporadicamente, em outros eventos com o objetivo de divulgar a música gregoriana; sendo suas apresentações realizadas a convite de paróquias, igrejas e outras entidades.

Além de cantar em várias missas em Belo Horizonte, o coral já participou de celebrações nas seguintes cidades do estado de Minas Gerais: Caeté, Campo Belo, Congonhas, Juiz de Fora (V Festival Internacional de Música Antiga e Música Colonial Brasileira), Lavras (1º Festival de Coros da Fundação Abraão Kasinski - FAK), Mariana, Ouro Preto, Santa Luzia, São João del Rei e em Barretos, no estado de São Paulo, na missa de Ação de Graças pelo aniversário do Dr. João Monteiro Filho, fundador da Rede Vida de Televisão, e Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro, e como parte das comemorações dos 10 anos de atividades, o coral cantou uma missa com os monges do Mosteiro de São Bento, na cidade do Rio de Janeiro.

Nos ensaios e nas celebrações o coral utiliza o Repertório de Canto Gregoriano, manual de circulação interna, contendo 141 músicas extraídas do Antiphonale Monasticum, Cantus Selecti, Graduale, Graduale Romanum, Liber Cantualis, Liber Hymnarius e Liber Usualis.

Janeiro de 2004.