Coro Masculino 25 de Julho de Porto Alegre

O Coro Masculino 25 de Julho de Porto Alegre originou-se do "Sängerbund Eintracht 1881" de Porto Alegre (Sociedade de Canto União), fundado em 1881, cuja história foi interrompida pela Segunda Guerra Mundial. Na década de 50, precisamente em 14 de maio de 1950, inúmeros cantores advindos de outros corais masculinos de origem germânica e amigos e parentes do Rio Grande do Sul participaram da intensa campanha de "Socorro à Europa Faminta" (SEF), que se desenvolveu neste Estado contra a fome e a miséria que atingiam a Europa.

Atendido este esforço humanitário, os cantores buscaram um novo objetivo de união. Reuniram-se e formaram o atual CORO MASCULINO, em uma justa homenagem aos imigrantes alemães. Do seu antecessor "Sängerbund Eintracht 1881" herdaram a sua valiosa história, simbolizada pela bandeira, medalhões, taças, troféus e seu imenso repertório musical.

Em 56 anos de trajetória o grupo realizou inúmeras apresentações que incluem passagens no Uruguai, Argentina, Paraguai, todo o sul do Brasil e em Minas Gerais. Realizou quatro grandes e exitosas viagens-concerto à Europa (França, Alemanha, Luxemburgo e Áustria) nos anos de 1989, 1992, 1997, 2001 e 2002. Após à terceira viagem à Alemanha recebeu convite do Ministério da Cultura do Brasil e participou do projeto " Natal Cultural", realizado em Palmas (TO), Cuiabá (MT) e Manaus (AM).

Na última viagem à Alemanha, em 2001, o Coro realizou doze concertos nas cidades de Kronberg, Weisskirchen, Colônia, Hannover, Neumünster e Berlim. Neles foi destacada a cultura gaúcha, com encenações típicas do "Fogo de Chão" através de canções e danças (incluindo o figurino dos componentes, onde estiveram devidamente "pilchados", o que foi entusiasticamente aplaudido pelas platéias).

Já em 2002, entre novembro e dezembro, o grupo participou das comemorações do Sesquicentenário da Imigração Alemã no Chile, apresentando-se em Santiago, Viña del Mar, Concepción, Osorno, Puerto Octay e Frutillar, junto ao lago llanquihue. O Coro Masculino 25 de Julho de Porto Alegre tem sete obras fonográficas gravadas, dentre as quais está seu terceiro CD, em fase final de produção. O grupo é formado atualmente por 35 vozes masculinas, cuja modalidade é pouca conhecida no Brasil mas muito apreciada na Europa, divididos nas quatro vozes básicas do canto coral. Seu regente, há 33 anos, é o maestro Agostinho Ruschel.

Julho de 2006.