Madrigal Ars Viva

  • WebSite: www.arsviva.com.br

Criado em 1961, em Santos, o Madrigal Ars Viva projetou-se de imediato por um trabalho pioneiro dentro da música coral brasileira, estreando as primeiras peças aleatórias e microtonais escritas no país.

A seguir, divulgou repertório bastante amplo de peças de ação musical (teatro musical contemporâneo), o que estendeu sua linha de atuação experimental às pesquisas precursoras dos multimeios.

Excursionando por países da América do Sul, em 1970, sob a regência de Klaus-Dieter Wolff, intensificou uma atividade de intercâmbio e valorização da música latino-americana iniciada no Festival Música Nova, que a Sociedade Ars Viva, à qual o Madrigal pertence, organiza anualmente desde a sua fundação.

Em 1971, lançou um disco independente, tendo participado posteriormente, já sob a regência do compositor e Maestro Roberto Martins, da gravação de várias obras para o disco de Gilberto Mendes, editado em 1979. Ainda nessa época desenvolveu uma programação especial, revisitando momentos históricos e suas projeções nas principais tendências estéticas da atualidade.

Laboratório permanente de recriação da música antiga e criação da música nova, o Madrigal Ars Viva vem revelando continuamente novos nomes e propostas musicais para a arte brasileira.

Em novembro de 1997, representou o Brasil no Encontro de Corais do Mercosul, na Argentina e, na mesma ocasião, apresentou um programa exclusivo de Música Brasileira, na Embaixada do Brasil em Buenos Aires.
Preparou um repertório especial, com obras dos compositores santistas Gilberto Mendes, Almeida Prado, Gil Nuno Vaz e Roberto Martins, registrado no CD duplo "Música Nova para Vozes", lançado em agosto de 2000.

Em 2001, aos 40 anos de existência, realizou concertos comemorativos em Santos, São Paulo e em outras localidades da Região da Baixada Santista. Foi, também, distinguido com homenagens e prêmios: Medalha do Elos Clube Internacional (Melhor Grupo Coral do ano 2000), medalha de honra ao mérito Brás Cubas, concedida pela Câmara Municipal de Santos, indicação para o VI Prêmio Carlos Gomes de Música Erudita, entre outros.

Estará, também, participando da Semana Cultural Ars Viva 2003, evento programado pela Sociedade Ars Viva em homenagem aos 60 anos dos compositores Almeida Prado e Roberto Martins.