Polifonia Carioca

  • email: uesfe@ig.com.br

A música, como um dos segmentos da arte, sempre foi, e ainda é, o reflexo da vida espiritual e social de seu tempo, portanto aquela que fala nossa língua, aquela que constitui nossa cultura e que nos faz interagir com outras culturas. Villa-Lobos dizia “Ora, não é possível considerar a música como uma coisa à parte e um fator estranho à coletividade, uma vez que ela é um fenômeno vivo da criação de um povo.”

A polifonia, termo que representa uma técnica de composição onde as vozes possuem liberdade e independência entre si, na verdade, foi a expressão mais significativa da evolução musical. Este fato não ocorreu por acaso. Foi fruto de um processo lento e difícil, que levou, desde o início até atingir a plenitude com Bach e Handel, cerca de seiscentos anos.

Este processo demonstra claramente a ligação entre a música e a evolução social desde a Idade Média. A associação de uma voz a voz que canta a melodia provém desse desejo de ampliar as possibilidades do canto gregoriano, mas, simultaneamente, representa um ato decidido, correspondendo a uma audácia geral que marca as pessoas, a uma vasta corrente de progresso que a nossa época nem sempre reconheceu.

O coro Polifonia Carioca é um grupo independente que reúne 18 talentosos e experientes cantores que buscam fazer música vocal em conjunto, comprometidos com a qualidade artística de seus programas de concertos.

A capacidade técnica dos cantores e músicos, aliada a um repertório representativo da música polifônica, será o binômio sobre o qual trabalharemos para produzir um bem cultural de qualidade. Nosso desafio é divulgar a produção de obras eruditas visando a ampliação de seu público alvo.

Os principais objetivos do Polifonia Carioca, são:

1. Preparar obras polifônicas de todas as épocas da música ocidental (da música renascentista à música contemporânea);

2. Dar ênfase à Música Brasileira de Concerto e especial atenção aos seus compositores;

3. Divulgar a música coral levando-a a diferentes públicos oferecendo, assim, acesso ao maior número possível de pessoas a este bem cultural a produção de obras eruditas visando a ampliação de seu público alvo.