Schweizer Kammerchor

O Schweizer Kammerchor é um coro de câmara suíço criado em 1997 sob o estímulo do Maestro Fritz Näf e da Orquestra da Tonhalle de Zurique.

Desde então é convidado a participar de concertos com grandes orquestras suíças e estrangeiras, dedicando-se tanto ao repertório para coro “a capella” como também o coro-orquestral dos Séculos XVII ao XXI.

São 36 integrantes sob a regência do consagrado Maestro Fritz Näf, entre eles o tenor Gerhard Nennemann e o pianista Paul Suits.

O Schweizer Kammerchor subiu ao palco com a Orquestra da Tonhalle de Zurique e seu regente titular David Zinman e outros regentes, como Garry Bertini, Ivor Bolton, Eric Ericson, Claus Peter e foi convidado a participar de concertos, entre outros, no Festival de Lucerna sob a regência de Cláudio Abbado, da Filarmônica de Viena (Sir Simon Rattle), a Orquestra Filarmônica de Dallas( Andrew Litton), a Orquestra Basler Sinfonietta (Mathias Balmert), além de apresentações em Kiev, Berna, Lausanne, Paris e Frankfurt., onde, em trabalho conjunto, apresentou e gravou em CD o Requiem c- Moll de Michael Haydn.

Estes convites e apresentações somam-se às suas participações em produções de ópera, juntamente com o Teatro de Lucerna e a Ópera de Zurique, e à gravação da Missa Solemnis e da Nona Sinfonia de Beethoven e do Antiphonarium profanum de Tischhauser, confirmando a qualidade técnica e artística do Schweizer Kammerchor, que vem apresentar no Brasil um programa com peças de Gregor Meyer, Bach, Sändstrom, Brahms, Schubert e Schumann, entre outros.

FRITZ NÄF
Fundador e Regente do Basler Madrigalisten e do Schweizer Kammerchor, estudou canto lírico em Zurique, na Alemanha e em NY e como tenor apresentou-se nos mais importantes palcos da Europa. Aperfeiçoou-se em regência de coro e orquestra e de 1976 a 86, lecionou canto e conjunto vocal na Schola Cantorum Basiliensis (Basiléia), onde fundou o Basler Madrigalisten. Em 1997, fundou o Schweizer Kammerchor e desde dezembro de 2000, dedica-se exclusivamente à função de diretor artístico dos 2 conjuntos vocais. Como regente convidado, trabalha com diversos coros e orquestras, entre eles o coro da Radio France, a Radio della Svizzera Italiana (Lugano) e orquestras barrocas, como Concerto Köln e L´Arpa Festante, de Munique e a Orquestra de Câmara de Kiev, entre muitas outras.

PAUL SUITS: pianista nascido na Califórnia, estudou em NY e na Escola Superior de Música de Stuttgart, onde cursou a classe de acompanhamento de lied com Konrad Richter. Concluído o curso, foi contratado como acompanhador do Teatro Municipal da Basiléia e ensaiador do Teatro de Lucerna. Já participou de turnês no mundo todo e atualmente é docente na escola Superior de Artes de Berna e na Escola Superior de Música em Winterthur e Zurique. Escreveu canções, obras corais e teatro-musical, como a ópera “Die Perfekte Magd”, estreada em 2001 e “Eulenspiegel L ügenspiele” , estrada em 2004.

Outubro de 2004.