Trovadores do Tempo

Os trovadores foram os cantores ambulantes de origem
nobre, acompanhados por músicos do povo chamados de
menestréis e jograis, que difundiam a música popular
profana, chamada canção, a partir do século XI, que era cultivada pelos nobres em seus castelos e pelo povo nas ruas, festas e feiras. Foi o registro oral de muita história da humanidade.

O quarteto vocal Trovadores do Tempo, idealizado no ano de 1996, em Campo Grande (MS), é formado atualmente pelo meio-soprano Miska, pelo tenor Silvio Batistela, pelo contralto Adriane Cação e pelo barítono Rodrigo Bueno, todos atuantes no cenário cultural sul-mato-grossense.

A apresentação do espetáculo "Trovadores do Tempo - Uma Viagem Através da Música" marca uma fase importante na trajetória do grupo, a partir de uma leitura que mescla movimentações cênicas e composições de diversos períodos da história da música, abrindo novos e importantes caminhos para esses jovens menestréis.

Da formação original do quarteto, permanecem o tenor Silvio Batistela e o soprano Miska, agregando ao grupo, posteriormente, o barítono Rodrigo Bueno e o contralto Adriane Cação.

Miska é formada em Comunicação Visual pela PUC Rio, cantora, produtora, apresentadora do Programa Som do Mato e artista plástica, participa dos mais significativos movimentos musicais do Estado, desde a década de 80.

Adriane Cação cursa Artes Visuais pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e já participou dos coros da UFMS e da Universidade Federal de Viçosa (MG).

Silvio Batistela é arte educador, formado pela Universidade Federal de MS, músico e produtor cultural, sendo que já fez parte do coral da UFMS e da SCOR (Sociedade Coral e Orquestra Clássica de MS).

Rodrigo Bueno cursa Administração e Marketing na Faculdade Estácio de Sá e também fez parte do coral da UFMS durante 6 anos.