Cameratta Lusittana

O Grupo de Estudos e Execução de Música Histórica Cameratta Lusittana, que tem direção musical assinada por Luciana Gomes, iniciou suas atividades em fevereiro de 1999.

Dedicando-se ao estudo e representação da música vocal dos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, o grupo acompanha a vanguarda da Interpretação Historicamente Informada. O trabalho de criação busca um maior entendimento da retórica do texto musicado. O repertório de seus concertos é baseado na Música Antiga brasileira, portuguesa e latino-americana.

Destacam-se, dentre os concertos do grupo, a realização da Cerimônia do Ofício das Trevas à meia noite da Sexta Feira da Paixão, realizado na Igreja Matriz da Santa Luzia; Concerto de Natal, realizado no Centro de Cultura de Belo Horizonte, além da recente temporada do concerto Música dos Descobrimentos, que já passou pelo Festival de Inverno de Sabará (Igreja de Nossa Senhora do Carmo), Ouro Preto (Igreja de Nossa Senhora do Rosário) e pela capital mineira (Centro de Cultura Belo Horizonte, Teatro Sesi Minas e Igreja São José).

Em 2003, participou do FAN (Festival de Arte Negra), com o concerto A Música dos Escravos, levando a música do mulato José Maurício Nunes Garcia a um público de mais de mil pessoas. Foi pioneira ao interpretar em Belo Horizonte o Te Deum Laudamus, do compositor pernambucano Luís Álvares Pinto.

Atualmente, o grupo está desenvolvendo, além da “I Mostra de Música Colonial Brasileira e Latino Americana”, a primeira edição do projeto Concertos da Estrada Real, realizado nas cidades do circuito da Estrada Real.