Duo Câmara Brasil

O Duo Câmara Brasil é formado pelo tenor João Augusto O"de Almeida e pelo pianista Cláudio Ávila. Apesar de já se conhecerem há algum tempo, os dois nunca trabalharam juntos em caráter oficial. Parece, no entanto, que nunca foi assim, tamanho o entrosamento logo verificado entre os dois. As músicas fluem de maneira agradável e sem estresse, deixando os ouvintes com uma sensação de contentamento pelo que estão ouvindo.

João Augusto O"de Almeida - tenor

Iniciou seus estudos de canto com a professora Marina Monarcha, no Conservatório Carlos Gomes em Belém, sua cidade natal. Transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde cursou o bacharelado em canto, na classe da professora Eliane Sampaio. Graduou-se pelo Conservatório Brasileiro de Música.

Obteve o Prêmio Revelação no I Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão. Tem realizado recitais em várias cidades brasileiras e americanas. Em São Paulo, participou das Vesperais Líricas do Theatro Municipal, das Matinais Líricas do clube Hebraica de São Paulo e da série Ópera do meio-dia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Cantou frente à orquestra do Theatro Municipal de SP e da orquestra do Teatro Nacional de Brasília, sob regência, respectivamente, dos maestros Giusepe Marota e Sílvio Barbato. Em 1997, estreou na ópera “O Barbeiro de Sevilha”, em produção do Theatro Municipal de SP, regida por Luiz Fernando Malheiro, com direção cênica do barítono italiano Enzo Dara.

Como bolsista da Fundação Rotary Internacional, realizou estudos com o professor Franco Iglesias, na cidade de Portland, EUA. Neste país, cantou “O Barbeiro de Sevilha” na cidade de Bremerton.

Participou em duas gravações realizadas pela Secretaria Executiva de Cultura do governo do Pará: o CD alusivo ao centenário de morte de Carlos Gomes e o CD em homenagem ao compositor paraense Waldemar Henrique, com acompanhamento do pianista Arthur Moreira Lima.

Em 2000, cantou a primeira audição da fantasia para tenor, piano, coro e orquestra sobre temas de Waldemar Henrique, do compositor russo Serguei Firsanov, registrada no CD “O Brasil e os imigrantes”. Produzido pelo Ministério da Cultura.

Cláudio Ávila - maestro, preparador vocal e acompanhador

É graduado em piano pelo Conservatório Brasileiro de Música. Fez cursos de aperfeiçoamento em piano com a concertista Sônia Goulart e de Regência Coral com o maestro Carlos Alberto Figueiredo.

Foi solista, em 1993, na Escola de Música da UFRJ, executando o Concerto para Piano e Orquestra n.º 23 K 488 de W. A. Mozart, e em 1996, no CCBB, dentro do projeto Cantos do Mundo, entre outros. Atuou como pianista acompanhador em alguns cursos da Uni-Rio em 1996, entre eles, o de canto, com a alemã Maria Venutti, e de violino, com o russo Boris Belkin. Foi correpetidor do coro e solistas da Missa de Santa Cecília do Pe. J. Maurício N. Garcia, apresentada na Sala Cecília Meirelles, sob a regência do maestro Henrique Morelembaum.

Começou seu trabalho com o Madrigal Ars Plena em 1998, como correpetidor, no Gloria de A. Vivaldi. Em seguida, passou a preparador vocal para a apresentação de O Messias de G. F. Händel, sob a regência de Armando Prazeres. Preparou o coro também para o Requiem, de W. A. Mozart, apresentado em homenagem ao maestro Armando Prazeres, por seu falecimento, sob a regência do mexicano José Guadalupe Flores. Desde então, tornou-se preparador vocal e regente do Madrigal Ars Plena.

Como regente, já esteve à frente do madrigal nas obras: Missa Mater Dolorum de Armando Prazeres e Missa em Dó Maior de Joaquim de Paula Souza, no Festival Internacional de Música Antiga de Juiz de Fora. Também dirigiu o coral na Missa Vida Pura de Villa-Lobos, apresentada com acompanhamento de órgão na Escola de Música da UFRJ e em diversas apresentações. Preparou o coral para a apresentação do Gloria de Francis Poulenc com a Orquestra Sinfônica Petrobras Pró Música.