Camerata Strumentale Città di Prato

Criado em janeiro de 1998, por iniciativa de várias instituições locais e da Prefeitura da Cidade que lhe serve de sede, a partir de uma idéia original do maestro Ricardo Muti, o conjunto italiano Camerata Strumentale Città di Prato é composto por cerca de quarenta jovens instrumentistas, quase todos com menos de trinta anos, selecionados entre setecentos candidatos oriundos de todas as partes da Itália. Seu Regente Principal é Alessandro Pinzauti.

A Prato tem por objetivo permitir que seus integrantes se qualifiquem para o trabalho orquestral mediante a aquisição de um amplo repertório, que se estende do Barroco à música contemporânea. Nos diversos estágios de formação dos músicos – seis meses por ano durante três anos –, a Orquestra realiza doze diferentes programas, liderados sobretudo por seu Regente Principal e por Piero Bellugi.

Tem tido a honra de receber em seu pódio, como Regentes Convidados, musicistas de renome mundial, como Murray Perahia, Roberto Abbado e Franco Rossi, que escolheu essa jovem Orquestra para sua aclamada estréia como maestro. Atuaram ainda com a Camerata,
como Solistas Convidados, Andrea Lucchesini, Pietro de Maria, Andrea Tacchi, Daniele Damiano, Andrea Dell"Ira, Eitan Bezalel, Pascal Rogé e, em duas diferentes oportunidades, Murray Perahia. Diversos desses artistas mostraram-se tão satisfeitos com a Camerata que programaram novas colaborações com seus músicos nas temporadas vindouras.

Desde sua criação, foi convidada várias vezes a participar das Temporadas de Concerto da Sociedade Amici della Musica de Florença e já se apresentou em mais de uma oportunidade nos Concertos da Accademia Musicale Chigiana de Siena e no Teatro Verdi de Pisa, e foi o conjunto orquestral escolhido para o concerto inaugural da nova iluminação do Domo da Catedral de Pisa. Há pouco menos de dois anos, estreou na cena lírica, com uma elogiada produção de Così fan tutte, de Mozart, no Teatro Politeama de Prato, com direção cênica de Pier Paolo Pacini e regência de Alessandro Pinzauti.

O primeiro CD da Orquestra contém o repertório apresentado em seu concerto de estréia, em 28 de fevereiro de 1998: Missa in Tempore Belli e Te Deum, de Haydn, com o Athestis Chorus, preparado por Filippo Maria Bressan, sob regência do maestro Pinzauti.