La Capilla Real de Madrid

Desde sua criação, por Oscar Gershensohn, em 1992, o conjunto vocal-instrumental La Capilla Real de Madrid vem desenvolvendo um notável trabalho no terreno da interpretação da música antiga em instrumentos de época. A música européia dos séculos XVI, XVII e XVIII – com especial atenção para o Século de Ouro e o Barroco espanhóis – é o repertório privilegiado pelo grupo desde 1992.

No domínio operístico, La Capilla Real de Madrid tem se destacado pela produção e encenação de títulos como Dido e Enéas (Purcell, Prêmio Ágora no Festival de Almagro de 1995), Ácis e Galatéia (Haendel), The Fairy Queen (Purcell), Orfeu e Eurídice (Glück) e O Doente Imaginário (Molière/Charpentier).

No domínio da música de concerto, o conjunto vem realizando elogiadas leituras de obras de compositores como Monteverdi (Vésperas da Virgem, Selva Morale e Spirituale, Integral dos Livros de Madrigais), Purcell (Odes, Anthems), Haendel (O Messias, Four Coronation Anthems), Bach (Paixão segundo são João, Missa em Si menor, Oratórios, Cantatas), Mozart (Réquiem), Haydn (A Criação).

Do repertório do Século de Ouro e do Barroco espanhóis, La Capilla Real promoveu a reestréia de grande número de obras, trabalho que resultou na gravação de dois CDs dedicados a composições de mestres-de-capela dos Mosteiros da Encarnação (Madri) e de Guadalupe (Cáceres), e motivou convites para o grupo participar de eventos como o Madri Capital Cultural 1992, o Festival de Música Religiosa de Cuenca (1997) e o Festival Internacional de Jaén (2001), e se apresentar em instituições como o Patrimônio Nacional (2000) e a Fundação Complutense (2002).

Merecem destaque também as apresentações de La Capilla Real no Teatro Monumental e no Auditório Nacional, em Madrid, no Teatro Clássico de Mérida, no Festival de Almagro, na Fundação Príncipe de Astúrias, no Festival de Arte Sacra de Paris, no evento Roma Jubileu 2000, no Ludwigsburg Festspiele e no The Abu Gosh Vocal Festival (Israel), bem como o ciclo comemorativo dos 250 anos da morte de Bach, realizado no Círculo de Belas Artes de Madri, e a organização e direção de três edições do Curso Internacional de Música Barroca de Madri. La Capilla Real de Madrid é um dos conjuntos responsáveis pelo ciclo Música nas Igrejas de Madri; dedicado às Cantatas de Bach, desde outubro de 2004 o ciclo apresenta a integral dessas obras em diversas igrejas madrilenhas.

La Capilla Real de Madrid já teve o prazer de trabalhar com artistas de prestígio internacional, como Evelyn Tubb, Charles Brett, Marcus Ullmann, Michael George, Mark Tuker, Jordi Ricart, Marleese Petersen, Robert Expert, Marina Pardo, Charles Daniela e Simon Grant, dentre outros.

Julho de 2007.