London Mozart Players

Em fevereiro de 1999 a London Mozart Players tornou-se a primeira orquestra de câmara da Inglaterra a celebrar seu qüinquagésimo aniversário. Fundada por Harry Blech, é tida como uma das melhores orquestras de câmara da Europa, reunindo alguns dos mais brilhantes músicos do país, internacionalmente reconhecidos pela qualidade de suas apresentações ao vivo e em CD. O conjunto é particularmente conhecido por suas interpretações definitivas de Mozart e do mais importante do repertório clássico. Além disso mantém uma política de constante encomenda de novas obras a compositores britânicos, sempre presentes em suas apresentações.

A London Mozart Players é dirigida desde 1993 pelo eminente regente suíço Matthias Bamert. Sob sua liderança artística a orquestra foi se aperfeiçoando paulatinamente, sendo hoje reconhecida como uma das poucas orquestras de câmara da Inglaterra com um som genuinamente dinâmico e peculiar.

O nome de Bamert está ligado ao sucesso da orquestra em várias áreas, incluindo a estréia, entusiasticamente aplaudida no Musikverein de Viena em 1996, e uma série de CD altamente elogiada para a Chandos Records: Contemporaries of Mozart. O principal regente convidado da LMP é James Galway, ao lado de Jonathan Grieves-Smith, que estará dirigindo o conjunto em sua turnê brasileira. Em setembro de 2000 Andrew Parrot assumirá direção musical no lugar de Matthias Bamert.

A LMP está gravando o ciclo completo dos concertos para piano de Mozart com Howard Shelley, também para a Chandos Records e gravou dois CD com James Galway para o selo BMG, para o qual tem outras gravações planejadas.

A London Mozart Players apresentou-se pela primeira vez em 1951, na semana de abertura dos concertos no Royal Festival Hall de Londres e continuou a apresentar-se no South Bank todos os anos. A LMP também apresenta-se regularmente em outros locais no centro de Londres, inclusive no Barbican Center e em St. John s na Smith Square.

A London Mozart Players foi formada por Harry Blech para levar música clássica ao vivo e grandes solistas tanto a centros rurais e regionais menores quanto a grandes salas de concerto nas metrópoles. A orquestra orgulha-se de manter intacta esta tradição.

A LMP é uma das orquestras com agenda de turnês mais movimentada. Apresenta-se ainda com freqüência em festivais e séries de concertos por todo o país, mantendo estreito vínculo de relacionamento com vários dos principais agentes de concertos.

Na temporada de 1998-99 a orquestra comemorou seu 10º aniversário como orquestra residente do Fairfield Concert Hall e do London Borough of Croydon. O generoso apoio financeiro da Nestlé inglesa e do Borough of Croydon permitiu que a LMP apresentasse mais de cem concertos e bem mais de mil workshops e eventos em encontros comunitários na última década.

A LMP possui um dos mais respeitados programas de desenvolvimento de educação comunitária e formação de platéia da Inglaterra. Em todo esse relacionamento os músicos da LMP apresentam-se tanto em tradicionais salas de concerto quanto ao ar livre.

A orquestra também mantém extensas turnês ultramarinas, tendo recentemente visitado a Áustria, França, Alemanha, Irlanda, Holanda, Japão, Coréia, Polônia, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia. Planos futuros incluem um retorno ao Japão e turnês à Áustria, Alemanha, Polônia, Escandinávia, Estônia, Estados Unidos e Brasil.