Orquestra de Câmara de Lausanne

A Orchestre de Chambre de Lausanne foi criada em 1942, pelo violinista e maestro Victor Desarzens. Regente Titular do grupo por trinta anos, Desarzens conferiu à música contemporânea posição de destaque no repertório da Orquestra e apresentou grande número de primeiras audições, sobretudo obras de Frank Martin e Bohuslav Martinu.

Sucessor de Victor Desarzens, Armin Jordan dirigiu o grupo de 1973 a 1985, seguido por Lawrence Foster (1985/1990) e por Jesús López Cobos (1990/2000). Desde o início da Temporada 2000/2001 o maestro e pianista Christian Zacharias ocupa a posição de Diretor Artístico e Regente Titular da Orchestre de Chambre de Lausanne. Formada inicialmente apenas por cordas, a Orquestra reúne hoje 44 instrumentistas nas diversas estantes.

Desde seus primeiros anos de existência, a orquestra vem contando também com a colaboração de grandes nomes da regência orquestral. Já ocuparam o pódio do grupo, como maestros convidados, os regentes Otto Ackermann, Ernest Ansermet, Ernst Bour, André Cluytens, Antal Dorati, Ferenc Fricsay, Lovro von Matacic, Witold Rowicki e Günter Wand, e os compositores Paul Hindemith e Frank Martin.

O repertório da orquestra abrange quase quatro séculos de música e estende-se do Barroco à música de nosso tempo. Tal diversidade tornou-se possível sobretudo em virtude da colaboração de Heinz Holliger, Okko Kamu e Ton Koopman, Regentes Convidados Permanentes da Orchestre de Chambre de Lausanne.

Desde sua estréia no exterior, em 1949, no Festival de Aix-en-Provence, o conjunto vem empreendendo inúmeras turnês internacionais, que já levaram seus músicos a repetidas e elogiadas apresentações nos Estados Unidos, no Extremo Oriente e na América do Sul.

A Orchestre de Chambre de Lausanne apresenta-se regularmente também em toda a Europa e é presença constante em importantes eventos musicais europeus, como o Maggio Musicale Fiorentino, as Semanas Musicais de Evian e o Festival de Peralada, na Espanha. Há diversos anos, a Orquestra cumpre uma agenda anual de cerca de noventa concertos, realizados em Lausanne, em diversas outras cidades da Suíça e em turnês internacionais.

Em 2001, a orquestra e Christian Zacharias realizaram uma série de três concertos em que interpretaram todas as obras de Mozart escritas em 1784. Juntos, levaram esse programa aos Festivais Tibor Varga, em Sion, Roque d"Anthéron, na França, San Sebastián, na Espanha, George Enescu, em Bucareste, apresentando-o também na Alte Oper de Frankfurt.

A discografia da Orquestra abrange cerca de cem gravações e ganhou novo impulso sob a Direção de Christian Zacharias, que levou a uma nova colaboração do conjunto com a MDG - Musikproduktion Dabringhaus & Grimm, de Detmold, Alemanha. Os dois primeiros CDs resultantes dessa parceria já estão disponíveis e contam com Christian Zacharias como regente e pianista em obras de Mozart e Schumann.

A Radio de la Suisse Romande, parceira da orquestra desde a sua criação, registra a maior parte das atividades dela, produz alguns de seus concertos e contribui para a sua divulgação difundindo as apresentações do conjunto no circuito radiofônico internacional. A Orchestre de Chambre de Lausanne é subvencionada pela cidade de Lausanne e pelo cantão de Vaud. Recebe também o apoio de importantes fundações e empresas privadas.