Orquestra Mozarteum de Salzburg

A Orquestra Mozarteum de Salzburg faz parte das orquestras mais tradicionais do mundo. Sua história remonta ao século XIX, quando, em 1841, por ocasião do quinquagésimo aniversário da morte de Mozart, a viúva, Constanze von Nissen, juntamente com outras personalidades, fundou a Associação de Música da Catedral, com a finalidade de promover atividades musicais diversas. Os músicos eram da Orquestra da Catedral e professores da Escola de Música Mozarteum, totalizando um conjunto com 50 integrantes.

Desde o início o grupo dedica-se a interpretar a obra do grande compositor. A partir de 1939, quando do rompimento da Associação e da Orquestra, esta deixou de tocar exclusivamente a música sacra e assumiu uma postura com moldes das orquestras. A partir de 1958, passou a ser financiada pelo estado, e é a orquestra sinfônica oficial de Salzburg.

A atividade da orquestra é intensa, realiza anualmente turnês internacionais e participação nos grandes Festivais. Sua versatilidade pode ser vista pelo grande número de participações em óperas, operetas, musicais e balé no Salzburg Landestheater e na temporada feita pela Fundação oficial Mozarteum.

A direção artística e regência está, desde 1995, a cargo de Hubert Soudant.