Orquestra Rio Camerata

A Orquestra Rio Camerata foi fundada em 1986 pelo Maestro Israel Menezes. Desde então, tem tido grande participação no cenário musical do Rio de janeiro.

Realizou concertos na Sala Cecília Meireles, Sesc, Senai, Leme Tênis Clube, Teatro da UFF, Teatro do Clube Hebraica (onde realiza seus ensaios), Teatro Ziembinsky, Aliança Francesa, Museu Nacional de Belas Artes, Finep, Casa de Rui Barbosa, Rádio MEC, Sala Itália, IBAM, Paço Imperial, Museu da República, Museu Histórico Nacional, Centro Cultural Light, Casa de Cultura da Universidade Estácio de Sá, Golden Room do Copacabana Palace, Espaço Cultural Sérgio Porto, Espaço Cultural dos Correios, Teatro Carlos Gomes, Salão Leopoldo Miguez, Casa França-Brasil, Praça da Matriz em Teresópolis, Igrejas e escolas.

Teve como solistas, em seus concertos, importantes nomes tais como: José Botelho (Clarineta), Noel Devos (Fagote), Aloísio Fagerlande (Fagote), Philip Doyle (Trompa), Bernardo Katz (Violoncelo), Harold Emert (Oboé), Flávio Melo (Trompete), Luís Cuevas (Flauta), Murilo Barquete (Flautim), Daniel Passuni (violino), Sávio Faber (Trompa), Elione Medeiros (Fagote), Ruth Staerke (Soprano), Grace Castro (Soprano), Teresa Fagundes (Soprano), Sérgio Vilella (Barítono), Marcelo Coutinho (Barítono), João Vilarinho (Oboé) e Duo Santoro(Violoncelos).

Em seus concertos, também utiliza músicos da própria Orquestra como solistas, no sentido de valorização e prestígio de seus componentes. Em maio de 1998, foi reconhecida de utilidade pública pelo governo do Estado do Rio de janeiro.

Abril de 2006.