Orquestra Jovem de Cordas Dedilhadas

A Orquestra Jovem de Cordas Dedilhadas é resultado de um trabalho que vem se desenvolvendo há quatro anos no Projeto Tocando a Vida, cujo objetivo é levar aos jovens de baixa renda, dos subúrbios do Rio de Janeiro, a linguagem da música.

Este projeto é fruto de um convênio firmado entre a Prefeitura do Rio de Janeiro, o Conservatório Brasileiro de Música (CBM), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Desenvolve-se, atualmente, em quatro núcleos, distribuídos pelos seguintes bairros do município do Rio de Janeiro: Madureira, Vila Isabel, Cavalcanti e Morro da Serrinha, sob a coordenação do Maestro José Maria Braga, Mestre em Musicologia e Professor do CBM.

A Orquestra Jovem de Cordas Dedilhadas é composta por jovens indicados por seus respectivos professores, segundo critérios de desenvolvimento técnico-musical, passando a receber um acompanhamento mais específico na sede do CBM, onde são orientados pelos professores Jary Amorim e Rodrigo Maranhão, visando ao seu aprimoramento técnico.

Com um ano e meio de existência, a orquestra já se apresentou em diversos concertos públicos, congressos, feiras e simpósios.

Atua sob a regência de José Maria Braga.