Orquestra Sinfônica de Milão Giuseppe Verdi

  • WebSite: www.orchestrasinfonica.milano.it

A Orquestra Sinfônica de Milão Giuseppe Verdi é hoje um dos conjuntos sinfônicos mais importantes da Itália.

No dia 1º de julho de 1999, Riccardo Chailly, um dos regentes de maior destaque da atualidade, aceitou o cargo de Diretor Musical da Orquestra, que acumula com o de Maestro Residente da Orquestra Real do Concertgebouw de Amsterdã.

À frente da orquestra, conjunto de formação flexível e versátil, Chailly vem abordando amplo repertório, que se estende de Bach aos principais compositores do século XIX, e oferece programas que combinam a música tradicional de concerto com propostas mais inusitadas.

Em outubro de 1999, com a Sinfonia nº 2 de Mahler, Chailly e seus músicos inauguraram o Auditório de Milão, que é a nova sede da orquestra. De estética apurada e dotado de excelentes características acústicas e tecnológicas, o Auditório é uma das melhores salas de concerto da Itália.

Outra importante realização da Orquestra foi a constituição, em outubro de 1998, do Coro Sinfônico de Milão Giuseppe Verdi, dirigido por Romano Gandolfi, que já colaborou com importantes maestros e atuou nos principais teatros líricos do mundo. O Coro é formado por 105 vocalistas, e seu repertório lírico-sinfônico estende-se do Barroco à música do século XX.

Desde que vêm trabalhando juntos, Riccardo Chailly e a Orquestra Sinfônica de Milão Giuseppe Verdi criaram eventos musicais de grande sucesso, que passaram a fazer parte dos hábitos culturais do público milanês: a apresentação regular do Ciclo Completo das Sinfonias de Mahler, o Concerto de Ano Novo, em que apresentam a IX Sinfonia de Beethoven, o Concerto de Páscoa, com a Paixão Segundo São Mateus, de Bach, e o Concerto de Encerramento da Temporada, com o Réquiem de Verdi.

Além da prestigiosa presença de Riccardo Chailly como seu Diretor Musical, a orquestra conta ainda com a colaboração de outros grandes nomes do mundo da música: Carlo Maria Giulini é seu Regente Emérito, Luciano Berio, recentemente falecido, era seu Regente Honorário, e Yutaka Sado e Vladimir Jurovski são seus Regentes Convidados Principais.

Dentre os Maestros e Solistas Convidados que já se apresentaram com a orquestra destacam-se Vladimir Delman, Riccardo Muti, Daniele Gatti, Georges Prêtre, Valery Gergiev, Salvatore Accardo, Martha Argerich, Mario Brunello, Viktoria Mullova, Mstislav Rostropovitch e Alexander Torazde.

Recentemente, a Orquestra Sinfônica de Milão Giuseppe Verdi iniciou produtiva colaboração com o selo Decca, parceria que já resultou em dois bem-sucedidos títulos: o premiado Heroínas de Verdi, com a soprano Angela Gheorghiu, e Verdi - Messa Solenne, com a participação do Coro Sinfônico de Milão Giuseppe Verdi, regido por Romano Gandolfi, álbum indicado para o Prêmio Gramophone de 2001.