Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro

Criada em 1º de maio de 1980, na mesma época de inauguração do Teatro Nacional de Brasília, tendo como seu fundador o Maestro Cláudio Santoro, desde seus primórdios a Orquestra Sinfônica Nacional do Teatro Cláudio Santoro buscou integrar-se à verve desenvolvimentista do Distrito Federal, impulsionando a cultura na capital da república com suas apresentações envolvendo desde concertos educativos a concertos internacionais.

Com uma decisiva oxigenação de suas atividades e dignificação salarial promovidas pelo governo distrital a partir do ano de 1999, e com a volta do Maestro Sílvio Barbato à sua direção artística, a orquestra novamente preenche todas as vagas de seus integrantes músicos e se coloca com isso nas melhores condições de realizar as mais ousadas obras sinfônicas e operísticas.

Dentre suas excursões destacam-se uma abertura do Festival de Campos do Jordão-SP, uma apresentação em Havana e os concertos no Mosteiro dos Jerônimos em Lisboa nas comemorações do V Centenário do Descobrimento do Brasil, e na Praça Navona em Roma, na temporada de 2000.

Ao completar 23 anos no próximo mês de maio já ostenta um invejável histórico de programações sob a regência dos mais destacados regentes brasileiros e estrangeiros, e o seu trabalho vem sendo respaldo pela ostensiva freqüência de público à sua sede, a Salla Villa-Lobos.