A r a ú j o - (1846-1944)

João Gomes de Araújo nasceu em Pindamonhangaba (1846). Embora brasileiro, repartiu a sua formação e atividade musical entre o Rio de Janeiro e Milão. A permanência na Itália marcou o seu estilo como compositor melodista que deixou uma obra abrangendo vários gêneros e formas. Dela fazem parte 5 sinfonias, 6 missas e as óperas Maria Petrowna, Edméia, Carmezina e Helena. J.G.Araújo morreu em São Paulo, em 1944.

 


 P ó  s  -  r  o  m  a  n  t  i  s  m  o

 

Pouco se sabe sobre a vida do compositor português Pedro de Araújo, que deixou obras para órgão, tendo exercido a sua atividade no Seminário Conciliar de Braga como mestre de coro e professor de música, entre os anos 1662 e 1668. A maior parte da sua obra da qual fazem parte Tentos, Batalhas e Fantasias encontra-se em manuscritos não autografados, provenientes geograficamente das zonas de Braga e do Porto.

 

Escrevendo dentro de um estilo marcadamente italiano, P.Araújo deve seguramente ser estimado como uma surpresa do século XVII. A sua criatividade impõe-se à mediania de tantos pedantes maneiristas ou do primitivo barroco. Foi um músico subtil que refletiu sobre a arte expressiva e considerou, tanto o seu testemunho como a sua propagação, como o que de mais elevado se atingiu na arte dos sons (M.S.Kastner). Os volumes XI e XXV de Portugaliae Musica (F.C.Gulbenkian) contém obras de sua autoria.