c r o c e - (c.1557-1609)

Giovanni Croce nasceu em Chioggia, Veneza, em c.1557. Foi aluno de Zerlino, que fez que o admitissem, aos oito ou nove anos, como corista de São Marcos. Em 1603, com o apoio de Doge M.Grimani - em cujas exéquias foi tocado o Requiem de Croce -, foi nomeado mestre de capela de São Marcos. Um dos mais eminentes compositores da escola veneziana, foi o principal colaborador musical dos festivais dramáticos que estavam em moda, nessa época, na cidade dos doges. Croce morreu em Veneza, em 15 de maio de 1609.

Os seus dois madrigais dramáticos - ou comédias madrigalescas destinadas a representação cênica - contam-se entre os primeiros do gênero. Foram compostos sobre textos em dialeto veneziano e incorporam canções populares. A sua música religiosa adota a tradição veneziana do coro duplo. É um dos raros compositores venezianos em que nos apercebemos da "moderna" tendência para o estilo monódico.

Escreveu missas - a 5, 6, 8 vozes -, motetos - 4 e 8 vozes -, Septem psalmi poenitentialis, madrigais - 5 e 6 vozes -, 2 madrigais dramáticos - Mascherate pracevole e ridicolose e Tiaca musicale -, cançonetas.