Rore - (1516-1565)

Cyprien de Rore nasceu em Malines (Flandres), em 1516. Começou, sem dúvida, os seus estudos em Antuérpia e depois, entre 1535 e 1540, partiu para Veneza, onde foi chantre em São Marcos, sob a direção do seu compatriota Willaert; este ensinou-lhe as mais altas disciplinas de polifonia. Com exceção de duas viagens para Antuérpia, Rore parece ter passado toda a sua vida na Itália, onde desempenhou funções de mestre de capela nas cortes de Ferrara (1547-1559), de Parma (1560-1565) e em São Marcos de Veneza (1563-1564, sucedendo a Willaert). Rore morreu em Parma (Itália), em 1565.

Todos os primeiros grandes madrigalistas foram discípulos espirituais (e talvez reais) de Rore, que pode ser considerado o verdadeiro criador do madrigal italiano do Renascimento. O seu lugar no mundo musical do seu tempo era considerável, a ajuizar pelos testemunhos dos seus contemporâneos que admiravam nele um inovador genial; uma coletânea de madrigais "cromáticos" (isto é, em que a música sublinha o texto mediante modulações ousadas) justifica essa opinião. Lassus apreciava muito a música de seu predecessor e mandava interpretá-la amiúde na capela ducal de Munique. Deixou ainda 2 paixões, a missa Doulce memoyre, numerosos motetos e madrigais a 4 e 5 vozes.